INCLUDES_HEADER
Busca:
BANNER_TOP_960

Arquivos mensais: março, 2010

Cierre BOVESPA: Apoiado por economía local, sobe 0.59%


A bolsa de Brasil, o Bovespa, fechou o dia com movimentos de alta, apoiados pela força da economia local, as perspectivas de crescimento das exportações a mercados importantes como China, que esta se saindo da crise com passos agigantados e o aumento dos preços das matérias primas.

Aparece a preocupação entre os investidores brasileiros, já que existem tensões inflacionarias que se desprendem do aquecimento da economia.

O Bovespa se colocou nos 70,371.54 pontos registrando um avanço de 0,59%-

Durante março se conheceu que Brasil cresceu numa taxa de 2% durante o quarto trimestre de 2009, um ritmo bem considerável que motivou o governo a elevar a previsão do Produto Interno Bruto (PIB) até o 5,7% para este ano.

 

Mais

Inflação IGP-M Brasil desacelera menos do esperado


O índice de inflação mais amplo do Brasil, se desacelerou menos do esperado em março, mostrou nesta terça-feira um estudo particular que reforçou as possibilidaes de que os altos preços dos alimentos levem o Banco Central a subir a taxa de juros na reunião de abril.

O chamado índice IGP-M subiu um 0,94% em março, perante um aumento de 1,18% em fevereiro, disse a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Esperava-se que o IGP-M, que mede principalmente a evolução dos preços atacadistas, se elevara um 0,91%, segundo a mediana das projeções de 17 economistas consultados. As estimações flutuaram entre um aumento de 0,86% e 1,05%.

 

Mais

Brasil eleva previsão da inflação 2010 por décima semana


O mercado de Brasil aumentou suas projeções para a inflação em 2010 por décima semana consecutiva, entanto que a previsão para o crescimento da economia subiu levemente, foi o que mostrou o relevamento semanal do Banco Central feito entre instituições financeiras.

O cenário para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) deste ano foi revisado para cima em 5,16%, perante o 5,10% da semana passada.

A estimação para o Produto Interno Bruto (PIB) subiu marginalmente de um 5,50% até um 5,51%.

A mediana das previsões para a taxa de juros referencial Selic para fim de ano, se manteve em 11,25% , entanto que as da taxa cambiaria continuou estimada em 1,80 reais por dólar.

Mais

A VERGONHA do mundo da estatística: O INDEC Argentino


Soubemos esta semana da existência de uma página extra oficial de economistas argentinos alguns ex funcionários do duvidoso INDEC e independentes que decidiram tomar o touro pelas aspas e fazer um índice paralelo de infação na Argentina, devido ao horroroso desempenho da dependência estatal dedicada a relevar os dados correspondentes ao IPC no país.

E analisando a página, vemos com espanto ate onde chegou a manipulação de dados que o INDEC tem feito dos números reais da Argentina.

Estes expertos independentes, que acreditamos nada tem a ganhar ou perder com veicular informações não certas, chegaram no dado de que a inflação anual hoje na argentina e de 32,8% !!!

 

Mais

Há bons prognósticos de crescimento para a economia brasileira, sem apresentar inflação.


Um relevamento empresarial augura um crescimento do PIB até de um 5,2% este ano, alias da criação de 1,5 milhões de empregos.

Brasil vai alcançar este ano um crescimento econômico de 5,2% e gerará 1,5 milhões de novos empregos formais, segundo um relevamento feito entre empresários divulgado ontem pelo estatal Instituto de Pesquisa Econômica (Ipea).

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) projetado pelo setor produtivo se contrasta com a contração econômica de 0,2% sofrida no ano passado e se coloca por debaixo da expectativa do governo (5,7%).

 

Mais

Inflação de Brasil se desacelera no meio de março


A inflação do Brasil se desacelerou no ultimo mês, segundo o previsto, mesmo que os preços medidos sobre uma base anual subiram por sobre a meta inflacionaria do governo, segundo dados oficiais divulgados na terça-feira.

O índice referencial de inflação no Brasil IPCA subiu um 0,55% em um mês apresentando uma desaceleração de 0,94% ao mês ate mediado de fevereiro, falou o IBGE.

Esperava-se que o índice se colocasse em um 0,54%, segundo a mediana das estimações de economistas consultados, já que as estimações para o IPCA flutuaram entre 0,49 e 0,62%.

O Banco Central que utiliza o índice IPCA como uma guia no momento de fixar a taxa de juros, tem uma meta de inflação anual de 4,5% para 2010 e 2011, com uma tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Mais

Diminui inflação no Brasil na previa de março.


 

A inflação oficial, medida pelo índice de Preços ao Consumidor Amplio (IPCA.15), registrou 0,55% na previa de março, um 0,39% inferior a de fevereiro anterior, revelou hoje uma fonte oficial.

Um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) refere que a redução da inflação em março esteve motivada pelo grupo educação, cuja alta de 4,55% esteve concentrada em fevereiro.

Outro aspecto que permitiu a diminuição do IPCA-!% foi a desaceleração das tarifas de transporte, que passaram de 3,84%, no segundo mês do ano, até os 1,70% no terceiro, o preço dos combustíveis (de 1,94% até 0,26%) e em geral os produtos não alimentares (de 0,93% até 0,35%)

 

Mais

ANALYTICS_CODE