INCLUDES_HEADER
Busca:
BANNER_TOP_960

Arquivos mensais: maio, 2011

Os maiores desafíos para Dilma, Inflação e infraestrutura


O ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Miguel Jorge afirmou nesta sexta-feira, 27, que o grande desafio do governo Dilma nos próximos meses é manter a inflação sob controle e investir em infraestrutura.

Bandera_Brasil

O ex-ministro observou que a inflação acumulada no ano até abril, de 3,23%, é resultado de fatores circunstanciais. "Até o fim do ano vai estar sob controle, acima do centro da meta, mas ainda dentro do estimado", disse.

Mais

Rendimentos impactados com as medidas para conter a inflação


A massa de rendimentos da população brasileira apresentou queda no primeiro semestre de 2011, colocando a economia do País em estado de alerta. A afirmação é da coordenadora- técnica do Sistema PED, responsável pela Pesquisa de Emprego e Desemprego realizada no mês de maio em sete regiões metropolitanas do Brasil, Lúcia Garcia.

INF2

"As medidas macroprudentes de contenção da inflação não só já fizeram efeito, como podem começar a conter também toda a economia", avalia. Em Porto Alegre, o rendimento médio real dos trabalhadores ocupados teve redução de 1,3%, para R$ 1.398,00.

Um dos supervisores da equipe executora da PED na Região Metropolitana de Porto Alegre, o técnico do Dieese Eduardo Miguel Schneider acredita que o declínio da massa de rendimentos, apesar de lento, já esboça o impacto das medidas aplicadas pelo governo para frear a inflação. "Um dos indicativos é o fato de a construção civil não ter contratado mão de obra no mês de maio, mantendo estável o nível de empregos na Região Metropolitana da Capital gaúcha", diz.

Mais

Custos mais altos de matérias-primas devem pesar na inflação


Fabricantes de geladeiras, fogões e lavadoras aumentaram os preços entre 8% e 9% este mês. Há itens em que a alta chega a 20%. Esse reajuste já provoca reações do varejo. Na semana passada, num encontro do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), que reuniu 35 varejistas com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, empresários do comércio pediram ao governo que negocie um pacto entre indústria e varejo para frear os aumentos.

foto_productos

O reajuste de preços da linha branca ocorre exatamente num momento em que a inflação mensal dá sinais de arrefecimento em razão do alívio das cotações dos alimentos e dos combustíveis, por causa da safra. Um novo foco de pressão de preços seria danoso para o governo que tenta domar a inflação.

Mais

Medidas contra inflação continuarão


O diretor de Assuntos Internacionais e de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central, Luiz Pereira Awazu, reiterou nesta sexta-feira, 27, que "as medidas contra pressões inflacionárias" vão continuar por um período prolongado de tempo. Ele deu a declaração durante almoço organizado pela Câmara de Comércio França-Brasil, que contou com presença do ministro da Fazenda, Guido Mantega, em São Paulo. "Temos ainda muito trabalho pela frente", acrescentou.

DEUDA PUBLICA

De acordo com ele, o Banco Central vai tentar encerrar este ano com a inflação mais próxima possível de 4,5%. Mas ressaltou que o centro da meta será buscada em 2012. "É um período de moderação para mostrar ao consumidor que a conjuntura atual necessita de uma trajetória de moderação no consumo e no crédito", disse Awazu.

Mais

Consumidor tem medo da inflação e perde confiança


A confiança do consumidor caiu 2,4% em maio perante abril. O Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas constatou o recuo por meio do Índice de Confiança do Consumidor, que passou de 118,2 pontos, no mês passado, para 115,4 pontos em maio. É o terceiro decréscimo mensal consecutivo.

dados-300x212

O superintendente adjunto de ciclos econômicos do Ibre/FGV, Aloisio Campelo, destacou que a preocupação do consumidor sobre o aumento dos preços é um dos pilares que contribuíram para o resultado negativo. "A inflação está mais alta e assusta as pessoas", disse.

Mais

Inflação em Porto Alegre sobe no final de maio


O Índice de Preços ao Consumidor Semanal da cidade de Porto Alegre (IPC-S/Porto Alegre) registrou variação de 0,95%, na apuração realizada na terceira semana de maio de 2011. O resultado foi 0,06 ponto percentual (p.p.) superior ao divulgado na segunda semana de maio, que foi de 0,89%.

foto_productos

Nesta edição, três das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram aceleração em suas taxas de variação, entre as quais se destacam os grupos: Alimentação e Educação, cuja taxa passou de 0,79% para 1,19% e Leitura e Recreação, que variou de 0,47% para 0,59%.

Mais

Governo deve aumentar a Selic para que a inflação fique na meta


A projeção para inflação caiu mais uma vez este ano, passando de 6,31% para 6,27%, segundo o relatório Focus divulgado no dia 23 de maio (segunda-feira), pelo Banco Central. Essa é a terceira redução consecutiva, que mantém a inflação dentro da meta do governo estabelecida, embora distante do seu centro, que é de 4,5%.

hedge-funds

De acordo com o professor de economia da FGV-EAESP (Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas), Evaldo Alves, a desaceleração foi pequena, mas já injeta confiança na estabilização monetária.

“A meta inicial da inflação já foi ultrapassada há algum tempo, ficando muito difícil atingir os 4,5% ao ano. No entanto, o esforço deverá estar concentrado em não extrapolar os valores do intervalo de confiança delimitado, cujo limite é 6,5%.

Mais

ANALYTICS_CODE