INCLUDES_HEADER
Busca:
BANNER_TOP_960

Como medir o crescimento e desenvolvimento


Só há crescimento desde que a produção aumente e o seu aumento não seja obra do acaso. O crescimento económico pode ser encarado num duplo sentido:

images (1)

  • sentido restrito – para significar um aumento da produção a curto prazo, mas que é reversível. O termo mais correcto é o de expansão.
  • sentido lato – inclui as mudanças de estrutura englobando as mudanças sectoriais e as mudanças que tornam o crescimento auto-sustentado.

O crescimento económico em sentido lato apresenta as seguintes características:

1º- é um movimento ascendente de algumas grandezas económicas (rendimento nacional e produto nacional bruto (PNB) );

2º- é um fenómeno irreversível, pois provoca modificações nas condições de produção, incorpora progresso técnico, gera novos hábitos de consumo, etc.;

3º- é um movimento de transformação estrutural, porque permite o aparecimento de novas indústrias e modifica alguns sectores económicos.

O crescimento económico associa a si mudanças sociais porque gera:

  • novas relações de propriedade;
  • novas tecnologias;
  • aumento dos bens de produção.

Tipos de crescimento

Crescimento extensivo – é aquele que se obtém pelo aumento dos factores de produção utilizados.

Crescimento intensivo – é aquele que se obtém a partir da utilização mais eficaz das forças produtivas.

Crescimento potencial – é aquele que se obtém pela utilização máxima de todos os recursos disponíveis.

Crescimento equilibrado – é aquele que se obtém através do crescimento assente nos equilíbrios macro-económicos clássicos: orçamental e da balança de pagamentos, sem tensões inflacionistas.

Crescimento exponencial – é aquele que se verifica quando se regista uma taxa de crescimento constante.

Crescimento zero – é aquele que pretende preservar o equilíbrio ecológico e a conservação dos recursos naturais. Este crescimento procura fazer crescer os sectores não poluentes, ao mesmo tempo que desincentiva os sectores poluentes.

CODIGO_ADSENSE_200x90

Post Relacionados

3 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. o crescimento é muito diferente de desenvolvimento. devemos destinguir desenvolvimento e crecimento para que não haja engano.
    por exemplo: dois jovens de 20 anos 1 é analfabeto e outro é inteligente. o inteligente é desenvolvido e crecido porque de 1 ano até vinte cresceu.
    o analfabeto é crescido mas não desenvolvido.
    isso deve ficar bem claro nas mentes de todos.
    mais informação tenham como localizar-me; figuiadventista@hotmail.com

    Comentário por Figui Adventista — 13 de abril de 2011 #

  2. Certamente caro leitor esta com toda a razão. Crescimento nao é igual a Desenvolvimento. Um pode acontecer sem o outro e quando isso acontece e muito ruim para a economía. Aí se tem economias gigantescas que se apoiam no contexto internacional para crescer, mais nao se desenvolvem com vista a manter o bom rumo do país independente do contexto externo. Isso e realmente preocupante.
    Muito obrigada pelo seu comentario, volte sempre
    Mónica

    Comentário por MGonzalez — 19 de abril de 2011 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

ANALYTICS_CODE