Busca:
BANNER_TOP_960

Consumidor tem medo da inflação e perde confiança


A confiança do consumidor caiu 2,4% em maio perante abril. O Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas constatou o recuo por meio do Índice de Confiança do Consumidor, que passou de 118,2 pontos, no mês passado, para 115,4 pontos em maio. É o terceiro decréscimo mensal consecutivo.

dados-300x212

O superintendente adjunto de ciclos econômicos do Ibre/FGV, Aloisio Campelo, destacou que a preocupação do consumidor sobre o aumento dos preços é um dos pilares que contribuíram para o resultado negativo. "A inflação está mais alta e assusta as pessoas", disse.

Os empregos são outro ponto apresentado por Campelo como estimulante para a queda no indicador. "O mercado de trabalho já apresenta sinais de perda de forma", argumentou o especialista.

CONSUMO

Campelo explicou que a intenção de compra de bens duráveis é influenciada pela confiança do consumidor. E que as classes de alta renda estão passando por momento de decisão, cujas opções são comprar bens duráveis ou poupar. "Por outro lado, economizando com bens duráveis sobra espaço para os gastos não corriqueiros."

A classe com menor renda familiar passa por período em que as prestações das compras realizadas até março de 2010 estão encerrando, quando o Imposto sobre Produtos Industrializados era reduzido. Assim o consumo de bens duráveis pode aquecer nos próximos meses.

A pesquisa do Ibre/FGV coleta informações em 2.000 famílias, de todas as rendas, em sete capitais.

CODIGO_ADSENSE_200x90

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil