Busca:

Expectativas do IPCA para 2011


Para 2011, a expectativa para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) subiu pela segunda semana seguida – de 5,05% para 5,15%. Analistas financeiros elevaram pela décima semana consecutiva a projeção para a inflação oficial este ano acima do centro da meta de inflação de 4,5%, mas sempre dentro do esquema superior de 6,5%.

O boletim Focus divulgou hoje o o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que passou de 5,48% para 5,58%. O mesmo boletim também traz a projeção para o Índice de Preços ao Consumidor feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que indicou suba de 6,06% para 6,13%, este ano, e de 4,71% para 4,83% em 2011.

Para controlar a demanda por bens e serviços, o Banco Central utiliza como instrumento a taxa básica de juros, a Selic, que deve permanecer no patamar de 10,75% ao ano, na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), marcada para os dias 7 e 8 de dezembro. Para 2011, permanece há uma semana a expectativa de que a taxa encerrará o período em 12% ao ano.

A expectativa para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) no ano em curso foi ajustada de 10,59% para 10,89%. Para o próximo 2011 calculam de 5,35% para 5,30%. Enquanto isso a estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) cresceu de 10,36% para 11,02%, este ano, e fixarem em 5,26%, em 2011.

Os cálculos dos entendidos de economia para os preços administrados permaneceram em 3,5%, em 2010, e caiu de 4,6% para 4,5%, em 2011. Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços regulados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo, entre outros.

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>