Busca:
BANNER_TOP_960

Inflação IGP-M Brasil desacelera menos do esperado


O índice de inflação mais amplo do Brasil, se desacelerou menos do esperado em março, mostrou nesta terça-feira um estudo particular que reforçou as possibilidaes de que os altos preços dos alimentos levem o Banco Central a subir a taxa de juros na reunião de abril.

O chamado índice IGP-M subiu um 0,94% em março, perante um aumento de 1,18% em fevereiro, disse a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Esperava-se que o IGP-M, que mede principalmente a evolução dos preços atacadistas, se elevara um 0,91%, segundo a mediana das projeções de 17 economistas consultados. As estimações flutuaram entre um aumento de 0,86% e 1,05%.

 

O 17 de março o Banco Central decidiu manter a taxa de juros referencial, Selic, sem mudanças e no seu mínimo histórico de 8,75% por 5 votos a favor e 3 contra, com alguns conselheiros chamando o aumento de 50 pontos básicos na taxa.

As minutas da reunião para estabelecer a taxa, divulgadas estes dias, mostram que os conselheiros manifestaram consenso no assunto da necessidade de subir os custos do crédito no futuro para esfriar a economia e reduzir as expectativas de inflação.

Mas alguns deles, preferiram aguardar maiores evidencias de pressões inflacionarias, levando os investidores e analistas a fazer apostas sobre um aumento da taxa Selic em abril.

O índice de preços atacadistas (IPA), com uma incidência de 60% no indicador geral, pulou um 1,07% em março.

Os preços das laranjas, ovos, tomates, e outros alimentos, subiram num ritmo mais baixo em março respeito de fevereiro, mas a variação ainda era de dois dígitos, pressionando o índice de inflação.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem um peso de 30% no indicador, aumentou um 0,83% em março, pouco menos que o incremento de 0,88% registrado no mês prévio.

O Índice Nacional de Custos da Construção (INCC), em tanto subiu um 0,45%, após aumentar um 0,35% em fevereiro.

CODIGO_ADSENSE_200x90

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil